PARALISAR PAPA MOBILIZAR/UFRB

Postado por Cláudio Márcio | | Posted On sexta-feira, 7 de outubro de 2011 at 02:50


O Coletivo #ParalisarParaMobilizar torna pública a resposta à NOTA emitida pela APUR e ASSUFBA, à comunidade acadêmica no dia 04 de outubro de 2011.


O Coletivo agradece o apoio da APUR ao intermediar, para com a Reitoria, o estabelecimento da Mesa Permanente de Negociação, bem como o reconhecimento da legitimidade da nossa Pauta de Reivindicação. Contudo, entendemos que fomos mal interpretadas, quanto à recusa da participação direta da APUR na Mesa Permanente de Negociação. E justificamos que esta recusa foi, precisamente, por percebermos que estávamos vivendo um momento de discussão específico de nossa categoria.
No entanto, não diminuímos a importância da discussão com os outros segmentos da Universidade, porém, em um momento posterior, na Câmara Inter Setorial, quando já tivermos superado o debate de nossas pautas, solicitaremos a intermediação dos Sindicatos presentes na UFRB, como foi feito internamente pelas outras categorias.
Salientamos que reconhecemos a APUR e a ASSUFBA como parceiras nessa luta pela construção de uma Universidade Pública de qualidade e reiteramos nossa infelicidade no proferir do discurso anteriormente utilizado. Ressaltamos que o Coletivo #ParalisarParaMobilizar da UFRB compreende e entende perfeitamente que da maneira como nos posicionamos ao longo da nossa NOTA PÚBLICA, não nos fizemos objetivos e concisos nas nossas palavras, acabando por pronunciar um discurso pejorativo para com os técnicos administrativos e ao corpo docente. Por esse motivo, devemos nos retratar publicamente pelas colocações, por ora infelizes, do Coletivo Estudantil #ParalisarParaMobilizarUFRB.
Efetivamente a documentação analisada apresenta falhas por parte da Comissão de licitação e de fiscalização, e como publicamos são indícios. Reconhecemos mais uma vez que fomos infelizes ao inquirirmos acusações responsabilizando exclusivamente as comissões.
Assim, se faz extremamente pertinente a reiteração de um pedido formal e público de apostasia aos técnicos administrativos e ao corpo docente representados pela suas instâncias representativas: APUR e ASSUFBA, como também a toda comunidade acadêmica e a sociedade civil pelo que possa soar como, acusação de omissão e responsabilização sumária.
Por fim, destacamos que a nossa NOTA teve por objetivo informar a toda sociedade civil e a comunidade acadêmica as irregularidades administrativas que vem ocorrendo na UFRB. Sendo assim, tornamos pública a nossa retratação como forma de manter um diálogo uníssono com estes que tem o mesmo objetivo que nós: uma educação de ensino superior, gratuita, com qualidade.
O Movimento Estudantil continua autônomo e em luta!
Coletivo #ParalisarParaMobilizarUFRB
05/10/2011


PARALISAR PARA MOBILIZAR/ UFRB

Postado por Cláudio Márcio | | Posted On terça-feira, 4 de outubro de 2011 at 10:40

Nota à sociedade e à comunidade acadêmica

O documento da Controladoria Geral da União nº 10/2010-APG aponta o superfaturamento e superestimativa de serviços nas obras de construção das unidades de apoio acadêmico no campus de Cruz das Almas e na construção do Hospital Veterinário (concorrência nº 05/2009).

O referido documento mostra “(...) que serviços executados em menor quantidade têm sido faturados na mesma quantidade da licitação, e deficiências de execução e ajustes de projetos têm sido negligenciados (...)”. Isso evidencia o superfaturamento na aquisição de materiais como: aço, telhado, pintura, cimento, piso, janelas, portas e em toda mão de obra executora desses serviços. Enfim, o documento deixa claro que a administração central da UFRB precisa dar explicações à sociedade brasileira.

Na universidade existe uma comissão de licitação e uma comissão de fiscalização. Portanto, entende-se que a responsabilidade direta por esses indícios apontados é imputada a elas.

O silêncio do corpo docente em suas mais diversas representações, do corpo técnico da universidade e dos referidos diretores de centro diante desses indícios não é justificável.

Assim, convocamos toda a sociedade para que se manifeste e exija explicações imediatas diante do apresentado.

O Movimento Estudantil segue autônomo e em luta!

#ParalisarParaMobilizarUFRB

Cruz das Almas, 03 de outubro de 2011