SOBRE PASTORES E A EDUCAÇÃO...

Postado por Cláudio Márcio | | Posted On sábado, 18 de março de 2017 at 17:33

Por: Cláudio Márcio[1]

Acabei de fazer a leitura de Pedagogia da Autonomia de Paulo Freire e fiquei afetado-desafiado. A perspectiva do processo de troca na relação ensino-aprendizagem; a importância da escuta; a experiência de cada sujeito social; a crença de que é possível construir outras realidades...
Tenho professores tanto na minha família quanto na de Jussi (minha esposa). Sempre desenvolvi meu ministério pastoral me pensando também como professor. Posso ter dificuldades pedagógicas e ou no exercício didático, todavia, sempre fui fiel a uma reflexão crítica-engajada. Pensar é um ato político. Quando me refiro à dinâmica da reflexão, leia-se práxis. Ora, fui aluno do Rev. João Dias de Araújo, era para ser diferente?
Segundo o reverendo Josué Mello (2012), [2] em Recife João Dias amplia seu horizonte de conhecimento, pois, formou-se em filosofia pela Universidade Federal de Pernambuco e em direito pela Universidade Católica de Pernambuco, assim como conviveu com lideranças no âmbito educacional, religioso, cultural e econômico tais como: Paulo Freire, Dom Helder Câmara, Francisco Julião, Gilberto Freyre e Celso Furtado. Daí, esses contatos “só fortaleciam as convicções e os compromissos com a proposta de uma Igreja comprometida com a integralidade do ser humano, com as transformações sociais e com a luta pela justiça” (ARAÚJO, 2012, p. 9).
Com efeito, João Dias teve contato pessoal e teórico com Paulo Freire, logo, sua teologia prática tornou-se um desafio para os cristãos não apenas presbiterianos. Lembro-me das aulas na no Seminário Teológico Batista do Nordeste (STBNe) em Feira de Santana-BA, após a leitura bíblica e a oração, o quanto éramos desafiados a fazer leituras (extra classe), por exemplo, sobre autores que pensaram a realidade brasileira e ou os clássicos gregos.
De fato, este texto é fruto da saudade e da gratidão, pois, dia 09-02-17 completou três anos de sua morte, entretanto, através do avivamento da memória, digo ao bondoso Deus: muito obrigado pela oportunidade de ter encontrado no caminho o casal João Dias de Araújo e Ithamar Bueno. Graças e louvores ao Teu nome.
#porumapastoraleducacional
#pelajustiçasocialelibertaçãodoscativos




[1] Reverendo na Igreja Presbiteriana Unida de Muritiba (cidade serrana do Recôncavo da BA).
[2] ARAÚJO, João Dias. O Cristo brasileiro: a teologia do povo. São Paulo: ASTE, 2012.